Moçambique e eu em 2018

A primavera em Maputo foi muito diferente este ano.

Estava quente, muito quente, mais de trinta e oito graus. Minha mala estava cheia de roupas para um dia frio de primavera, camisetas de mangas compridas, calças grossas de inverno e botas..

Portanto, é pouco prático em face da mudança climática do El Niño na África Austral.

Moçambique - Maputo
Moçambique – Maputo

Meu coração se abriu quando fui recebido extremamente calorosamente que quase chorei. I foi olhado com olhos risonhos e gestos amigáveis. Entendi melhor a palavra “Saudade” – como se- canta em fado Português- que expressao os meus colegas para me.
Voce nao me acredita? Acha que foi jogado e só no começo, mas não, mergulhei em um banho quente de apreço, respeito e riso.

Se você vem da Alemanha, você esta acostumado uma conversa séria de negócios, as vezes interrompida ocasionalmente pelo um pequenho sorriso. Mas aqui em Maputo me simplesmente senti-muito bem recebida, os colegas tratam a mim tao amigavelmente, assim olharao profundamente em meus olhos, acompanhado com risos,

Eu vi muitos resultados bonitos e trabalhos de arte de “meus” projetos que já tinham sido comissionados em meu tempo há alguns anos atrás.

A mensagem desta pintura, que será usada em todo o país para ser mostrada as pessoas nas regioes distante a grandes cidades e estratas – leva a mensagem sobre à transmissão de doenças graves, se pessoas desconhecidas quiserem se aproximar sim saber muito da outra pesssoa.

Uma verdadeira surpresa para mim foi um artigo no jornal no final de setembro de 2018. Anunciou que o parlamento moçambicano será aberto ao público durante três dias, oferecendo discussões para os jovens com os seus deputados, fotos históricas sobre o desenvolvimento do Parlamento Popular como foi o nome no início dos tempos de Samora Machel.


Samora Machel foi o primeiro presidente da democracia durante e depois da devastadora guerra civil (até 1992, Acordo de Paz de Lusaka). Até hoje, ele é reverenciado, era então e ainda o queridinho de seu povo, mas também da comunidade mundial, que daba finaciamiento quase sem condições.

Isso não foi bom para a crescente corrupção.

Infelizmente Angola não é um exemplo brilhante en este contexto. Pelo contrário. Nesta foto, a presidente parlamentar moçambicana Veronica Macamo reúne-se com o antigo presidente Angolas Dos Santos.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.